A Câmara de Valongo atribuiu 40 mil euros em apoios às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e equiparadas no concelho, até para minimizar consequências da pandemia.

Segundo a autarquia, trata-se de um reconhecimento do “inegável papel das entidades do sector social e solidário” que visa “incentivar e apoiar a sustentabilidade económica e financeira” destas instituições, contribuindo para a manutenção do regular desenvolvimento das respostas e serviços prestados.

A entrega formal dos apoios aconteceu hoje. Foram apoiadas as instituições que formalizaram candidatura até 22 de Dezembro de 2021, nomeadamente AVA – Associação Viver Alfena, Centro Social e Paroquial de Alfena; Centro Social e Paroquial de Santo André de Sobrado; ADICE; Associação Helpo; Centro Social de Ermesinde; Mais Valongo – Associação de Apoio a Comunidade; Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação Gondomar Valongo; Casa do Povo de Ermesinde; Lar Marista de Ermesinde; Associação Ermesinde Cidade Aberta; e Associação de Promoção Social do Calvário em Campo.

“Aguarda-se a conclusão do processo da Associação de Socorros Mútuos e Fúnebre do Concelho de Valongo, que também tem apoio aprovado”, refere o município, explicando ainda que estas entidades do sector social e solidário têm assumido “uma posição de enorme preponderância no estabelecimento e desenvolvimento de um conjunto de respostas sociais, actuando nos mais diversos níveis: Infância e juventude – Creche, Pré-escolar, CATL, CAT, Lar de infância e juventude; População adulta – Centro de convívio, Centro de dia, Serviço de apoio domiciliário, ERPI /estrutura residencial para idosos, Lar residencial, CAO; Família e comunidade – CAV, Comunidade de inserção, Cantina social, loja social, banco de ajudas técnicas e apoio alimentar”.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here