Foto: Freepik (DR)

A Câmara Municipal de Paços de Ferreira aprovou, em reunião de executivo, a criação de uma comissão técnica independente que irá avaliar as opções estratégicas para a localização do futuro Parque de Ciência e Tecnologia. A proposta contou com os votos favoráveis do PS e PSD.

O Parque de Ciência e Tecnologia pretende ser um espaço “de apoio à competitividade das empresas da madeira e do mobiliário” que, neste município, representam 30% das pessoas” e que, em matéria de comércio internacional, se traduzem em cerca de “491 milhões de euros” de exportações”, destaca a autarquia, na proposta para a criação deste grupo de trabalho..

A comissão, que é constituídas por especialidades de várias áreas, vai estudar a localização da nova infraestrutura, sendo certo que o município considera que é preciso construir uma “visão de futuro capaz de criar condições de competitividade para o setor”, antecipando-se às “atuais e futuras exigências do mercado tecnológico”,

Construído a partir de uma área ideial de 10 hectares, o parque poderá acolher, e de forma gradual, diversas valências, como sejam a própria INOMMOB, assim como a Profisousa, futura Academia profissional. Agora, a comissão vai trabalhar na localização do terreno, um processo que deverá ficar concluído até setembro.

Neste âmbito, também já foi criada a Associação Centro de Tecnologia e Inovação para a Madeira e Mobiliário, a INOMMOB, que vai integrar Paços de ferreira e que tem como objetivo produzir, difundir e transmitir conhecimentos às empresas do setor.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here