Foto: Câmara de Valongo

A Câmara de Valongo quer baixar o preço dos cabazes de frutas e legumes do projecto “O Mercado”, para estimular ainda mais o consumo destes alimentos saudáveis.

O presidente da autarquia divulgou que estão a estudar forma de reduzir esse custo para potenciar este programa “de enorme sucesso” no concelho, que leva às famílias produtos que “fazem bem à saúde” e que até já permitiu criar dois postos de trabalho.

“Queremos baixar o valor para os dois cabazes para estimular consumo”, afirmou José Manuel Ribeiro em reunião de executivo. É uma das formas de “devolver” dinheiro às pessoas. O objectivo é “financiar os cabazes de hortícolas e de frutas”. “Havendo redução de preço as pessoas vão comprar mais e é uma forma de reduzir a factura na saúde e incentivar o consumo de alimentos saudáveis. Isso vai-nos custar 20 ou 30 mil euros (ou mais), depende quantos mais vão comprar”, sustentou o edil.

Actualmente, os cabazes, compostos por fruta e legumes produzidos no concelho, são entregues semanalmente em quatro pontos de recolha, nas cidades de Alfena, Ermesinde e Valongo. A encomenda é feita online e estão disponíveis duas versões: o “Família” – com uma variedade de cinco produtos que podem pesar até cinco quilogramas e custa 6,25 euros; e o “Super Família”, que contém até sete variedades com nove quilos de peso e custa 10 euros. Por exemplo, o cabaz “Super Família” da próxima semana terá alho francês, cebola, cenoura, kiwi amarelo, maçã, agrião, grão-de-bico e oferta de alho seco.

Num balanço recente, com base num estudo realizado sobre os primeiros 18 meses de funcionamento do projecto, a autarquia referiu que o consumo de vegetais no concelho de Valongo está a aumentar, com resultados positivos para a economia local e para o ambiente.

Os questionários realizados permitiram aferir que 36% dos clientes passou a comer mais legumes e 44% das famílias passaram a consumir produtos que não compravam habitualmente. Nos 18 meses foram vendidas 72 toneladas de produtos frescos.

O projecto “O Mercado” visa “contribuir para melhorar os hábitos alimentares da população do concelho, facilitando o acesso a fruta e legumes de qualidade, produzidos localmente, com preços acessíveis”, estimulando o seu consumo regular. É desenvolvido numa parceria entre a autarquia de Valongo e a Cooperativa dos Produtores Agrícolas do Concelho de Valongo, contando com o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto como parceiro científico.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here