O vendedor ambulante, de 20 anos, que disparou contra dois homens num bar de Gandra, Paredes, foi condenado a cinco anos de prisão efectiva pelo Tribunal local, avança o Jornal de Notícias, na edição de hoje.

Tudo aconteceu em Fevereiro de 2022, quando Mounir Rosa e António Silva foram a um bar, em Gandra, onde o primeiro estava proibido de entrar por problemas provocados anteriormente. Lá dentro, o agora condenado, quis que lhe pagassem uma bebida, mas, e perante a recusa, envolveu-se numa discussão com o dono do estabelecimento, tendo tirado uma arma do bolso, premiu o gatilho, mas a pistola encravou, relata o diário.

Depois de terem sido expulsos, cá fora, o vendedor ambulante consegue disparar e acertar num amigo do dono do bar. Mounir Rosa fugiu com António Silva, sendo que este último ainda se encontra em paradeiro desconhecido.

O Tribunal acabou por condenar o autor dos disparos, que tem antecedentes criminais, a cinco anos de prisão por dois crimes de homicídio de forma tentada e um de posse de arma proibida.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here