E de repente estamos em 2022. Se algum dia nos passaria pela cabeça que, quase dois anos depois, continuaríamos em plena pandemia e com números de infectados a subir de dia para dia…a nossa vida alterou-se e altera-se a toda a hora, com novas regras e restrições, que nos impedem de fazer aquilo que fazíamos antes de março de 2020.

Supostamente todos deveríamos aprender algo com esta pandemia, com tudo o que ela nos provocou, com tudo o que ela nos obrigou e permitiu fazer. Mas será que aprendemos? Será que aprendemos a valorizar a nossa saúde? A nossa família? Será que aprendemos a valorizar e a respeitar a nossa liberdade e a liberdade dos que nos rodeiam?

Tenho dúvidas de que assim seja. Normalmente, ficamos muito assustados quando algo de menos bom acontece, mas depois voltamos à rotina e já esquecemos tudo o que acontecera antes… é pena que assim seja! Assim não aprendemos e não evoluímos!

Com a esperança de que pelo menos uma parte da humanidade tenha aprendido e retirado algo de bom e positivo na sua vida, faço votos de que 2022 seja um ano abundante em tudo o que é bom e que nos traga a todos aquilo que mais precisamos para sermos felizes.

Um excelente ano de 2022 para todos os nossos leitores!

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here