O grupo ‘Junta-te’, constituído por cerca de 25 pessoas da freguesia de Vilela, em Paredes, está a realizar uma campanha de recolha de alimentos, uma iniciativa que tem como objectivo “proporcionar um Natal melhor” a todos aqueles que “passam por dificuldades”.

As palavras são de Rosa Marques, uma das mentoras deste grupo, que ao Verdadeiro Olhar explicou que está integrado na Junta de Freguesia, sendo que estas iniciativas solidárias não são novidade. Tudo começou pela ajuda financeira à unidade de Oncologia de Pediatria do Hospital de São João.

Rosa Marques, que também é mãe, viveu de perto o drama de acompanhar o filho em oncologia. Por isso, apoiar esta causa foi algo que surgiu naturalmente. E, a verdade, é que ao longo dos últimos anos, tem conseguido alguns milhares de euros para ajudar aquela unidade hospitalar. Numa altura entregou “4100 euros” e, em 2018, conseguiu fazer um jantar “com 300 pessoas”, sendo que as verbas também reverteram para aquele serviço. Um ano depois, com a venda de rifas foi possível juntar “1100 euros”.

Estas foram algumas de muitas iniciativas, mas, e com o tempo, a vontade de Rosa Marques, assim como outros elementos do grupo ‘Junta-te’ se associarem a outras causas, também cresceu. E, nesta caminhada de solidariedade, já conseguiram contribuir, por exemplo, para obras na freguesia, assim como para para a Cruz Vermelha.

Para esta campanha de Natal, Rosa Marques reconhece que “os tempos são difíceis e que, devido à pandemia, a disponibilidade financeira das pessoas está mais reduzida”. Para além disso, e se noutros anos o grupo contava com o donativo substancial dos hipermercados, este ano, as grande superfícies colocam mais entraves à quantidade de bens que oferecem devido “ao aumento dos combustíveis e à possível escassez de bens alimentares”, entre outros factores.

Por essa razão, as ajudas podem ser menores. Por outro lado, este ano, aumentou o número de famílias, assim como pessoas idosas, com dificuldades. Mas esta conjuntura não desmoraliza o ‘Junta-te’ que, através de uma grande vontade e determinação, está apostado “em ajudar e dar a mão a todos aqueles que precisam”, ‘porque a freguesia e a população de Vilela são sinónimos de “amor em movimento”, concluiu Rosa Marques.

O grupo pede todo o tipo de bens alimentares, como massa, arroz, enlatados, óleo, azeite, bolachas, farinhas, entre outros. As entregas podem ser feitas na sede da Junta de Freguesia.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here