Uma falha mecânica “deitou por terra” as aspirações do piloto lousadense Sérgio Dias na penúltima prova do Campeonato de Portugal de Ralicross by Diatosta, que se realizou no passado fim-de-semana, no Eurocircuito da Costilha, em Lousada.

Segundo comunicado da equipa do piloto, esta jornada “era uma oportunidade” para o condutor do Renault Twingo S1600 ir até aos lugares cimeiros da supercompetitiva divisão S1600, mas, “uma série negra” que tem enfrentando, tem-no mantido arredado deste objectivo.

No final, o lousadense, considerou que este resultado foi “um balde de água fria”, reconhecendo ainda que a concorrência estava forte, mas havia a convicção que ia discutir uma “posição de topo”, o que não veio a acontecer.

“Lutamos arduamente, mas o problema que surgiu impossibilitou-me tirar o máximo partido do nosso Twingo”, lamentou.

Apesar do desaire, Sérgio Dias recusa-se a baixar os braços e promete “dar o melhor” já no próximo fim de semana, no Europeu de RX3, que vai decorrer em Montalegre.

O piloto de Lousada vai fazer de “tudo para tentar atingir as semifinais”, porque almeja “a proeza de chegar à corrida decisiva”.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here