A Jangada Teatro, companhia residente em Lousada, produziu um novo espectáculo para a Rota do Românico, chamado “Pedras de Memória”. Durante o mês de Outubro, vão acontecer seis apresentações, estando a estreia programada para Penafiel, na próxima sexta-feira.

O texto e encenação são de Luiz Oliveira e “a peça assume-se como uma incursão pelo património imaterial dos vales do Sousa e Tâmega, envolvendo actores profissionais e amadores”, adianta nota de imprensa.

O Museu Municipal de Penafiel será o palco de estreia, pelas 21h30 do dia 15. Seguem-se passagens por Celorico de Basto e Lousada, ainda neste fim-de-semana. No próximo, as actuações acontecem em Felgueiras, Paredes e Paços de Ferreira.

Segundo a organização, a entrada é gratuita, condicionada à lotação dos espaços, por ordem de chegada.

O projecto “Pedras de Memória” é co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

A História da humanidade está repleta de histórias: umas pitorescas e caricatas, outras rocambolescas e extremamente teatrais. ‘Pedras de Memória’ assenta sobre esse universo verosímil, escrito nas pedras dos monumentos e na memória preservada pela literatura oral. Este objecto teatral ancora-se em algumas lendas do Tâmega e Sousa, servindo o património arquitectónico do românico como palco das peripécias protagonizadas por mouras encantadas, santas e casais de namorados. O enredo, inspirado nas lendas do românico, procura fixar na dramaturgia uma parte do património imaterial. O espectáculo, em complemento, é trazido para a contemporaneidade através dos dispositivos cénicos, do jogo teatral, do humor, do canto e da música ao vivo”, descreve a sinopse do espectáculo que conta com interpretações de António Cunha, Bel Viana, Filipe Pinto, Joana Santos, João Faria, Kika Penas Ferreira, Luiz Oliveira, Natércia Seixas e Teresa Seco.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here