A GNR realiza, em Outubro, em todo o país, a operação “Censos Sénior“, que pretende garantir ou sinalizar os “idosos que vivem sozinhos ou isolados”, de forma a garantir-lhes maior segurança.

Em comunicado, aquela força policial avança que, este ano, esta intervenção se realiza no âmbito do policiamento comunitário parta “garantir um conjunto de ações de patrulhamento e de sensibilização à população mais idosa”.

A GNR destaca que estas ações têm como objetivo “reforçar os comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco dos idosos se tornarem vítimas de crimes”, sobretudo ao nível da “violência, furto ou burla”, assim como através da “identificação dos cuidadores informais e sua sensibilização”.

Na edição de 2020, a “Censos Sénior”, sinalizou “42.439 idosos” que viviam sozinhos, isolados ou em situação de vulnerabilidade devido às condições físicas, psicológicas ou outras que possam colocar em causa a segurança.

Estas situações foram reportadas às entidades competentes para apoio social, ou seja, para que sejam acompanhados. Para isso, assintou um protocolo de colaboração com Instituto da Segurança Social (ISS) para a promoção e divulgação do estatuto do cuidador informal.

Esta operação realiza-se deste 2011 e a GNR avança que tem conseguido criar “um clima de maior confiança e de empatia entre os idosos e os militares”, assim como um aumento “do sentimento de segurança”.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here