Vão ser constituídas equipas de guarda-rios para vigiar o Rio Leça, ainda este ano, anunciou a Câmara de Valongo.

Segundo a autarquia, a decisão foi tomada na primeira Assembleia Geral da Corredor do Rio Leça – Associação de Municípios, “a primeira associação intermunicipal do país a ter como objectivo a recuperação de um rio e que junta os municípios de Santo Tirso, Valongo, Maia e Matosinhos”.

Ainda este ano, será constituída uma equipa com funcionários dos quatro municípios que integram a associação, para percorrer e monitorizar o curso de água.

O Rio Leça tem 44,8 quilómetros de extensão, nascendo em Santo Tirso, e, em Valongo, atravessa Alfena e Ermesinde.

“Atravessando uma região com intensa actividade industrial, o rio foi ao longo dos anos afectado com vários focos de poluição, que degradou a qualidade das águas e dos sistemas biológicos, chegando a ser apontado como um dos cursos de água mais poluídos da Europa”, lê-se na informação da Câmara de Valongo.

Recorde-se que a Corredor do Rio Leça – Associação de Municípios surgiu com os objectivos “de recuperação ecológica do rio e a valorização paisagística, cultural e socio-económica do território que ele atravessa, desde a nascente até à foz, bem como, a promoção de conhecimento, novas oportunidades de mobilidade suave, lazer e estadia ao longo do rio, sensibilização ambiental, valorização do contacto com a natureza, dos serviços de eco sistema e da vida ao ar livre”.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here