Um grupo de pessoas que integra a comissão de acompanhamento criada para analisar a instalação da unidade industrial de valorização e gestão de bio-resíduos da Ambisousa no Parque Empresarial de Parada/Baltar, visitou a Central de Valorização Orgânica da Lipor para conhecer o processo de tratamento, informou a Câmara de Paredes.

Além de cidadãos, estiveram presentes vereadores da autarquia e o presidente da Junta de Baltar.

“No final da visita, os cidadãos ficaram a conhecer e a perceber a importância da recolha selectiva de resíduos orgânicos, que são tratados numa unidade industrial fechada que não liberta gases nem cheiros, para a produção de um composto de elevada qualidade para uso agrícola e jardins”, diz a mesma fonte em nota de imprensa, recordando que a unidade vai valorizar restos de comida e resíduos verdes para produzir biogás.

Como já foi avançado, a unidade vai tratar 25 mil toneladas de resíduos orgânicos, por ano, representando um investimento de quase 18 milhões de euros e estando prevista a criação de 60 postos de trabalho.

Face à contestação gerada, com a população de Baltar a mostrar-se contra a instalação daquele equipamento, o presidente da Câmara pediu à Ambisousa que seja realizado um estudo de impacte ambiental.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here