Dom 26 Out 14 | .a Edição | Director: |     
   
Assinatura Ficha Técnica Classificados Informações Úteis Contactos
  por: Roberto Bessa Moreira  
Casa de Vilar é o local escolhido pelo realizador Abi Feijó
Primeiro Centro de Cinema de Animação pode nascer em Lousada
Lousada poderá ter o primeiro Centro de Cinema de Animação do país. O projecto está a ser estudado por Abi Feijó, um lousadense que é a maior referência do cinema de animação de Portugal, e a Câmara Municipal local.

 

O objectivo é transformar a Casa de Vilar, propriedade da família do realizador, num espaço de estudo, criação e projecção de cinema de animação e, para tal, já está a ser preparada uma candidatura a fundos comunitários.

Abi Feijó quer ficar com a casa da família

A revelação foi efectuada pelo próprio Abi Feijó à margem da cerimónia, realizada na semana passada, em que foi distinguido com a medalha de prata de mérito municipal atribuída pela Câmara de Lousada.

"Tenho um projecto que, a concretizar-se, será muito ligado a esta terra e ao cinema de animação", começou por afirmar o vencedor de mais 40 prémios em festivais internacionais. Perante a insistência dos jornalistas, Abi Feijó acabou por revelar que o projecto passa pela construção de um Centro de Cinema de Animação na Casa de Vilar. "Já falei com a vereadora e ela ficou muito interessada", disse o realizador que pretende "regressar às origens" e instalar-se definitivamente na casa da família.

"Vivi em Lousada até aos oito anos e continuo a passar férias e alguns fins-de-semana aqui. Sou também candidato a ficar com a Casa de Vilar, que é da minha família", afirmou.

Cristina Moreira confirma as conversas com Abi Feijó e o entusiasmo anunciado pelo realizador. "Neste momento, estamos a desenvolver, em parceria com a Rota do Românico, esse projecto para o Centro de Cinema de Animação. Será o primeiro do país", frisou a vereadora.

Segundo Cristina Moreira, o projecto está "em fase de pré-candidatura a fundos comunitários", que serão fundamentais para que a ideia seja concretizada. "Só com esse dinheiro é que avançamos", avisou.

A responsável por pelouros como o Turismo e Actividades Económicas defende ainda que "o investimento na cultura feito pelo município pode ser complementado com o cinema", sobretudo, num território que Cristina Moreira considera ter "um cariz cultural muito grande". "Há um número considerável de jovens estudantes lousadenses ligados ao cinema e, por outro lado, Abi Feijó tem um jeito especial para jovens e crianças", justifica, por fim.

 
 
 
 
© 2014 Verdadeiro Olhar, Publicações Periódicas, Lda