Ter 30 Set 14 | .a Edição | Director: |     
   
Assinatura Ficha Técnica Classificados Informações Úteis Contactos
  por: Fernanda Pinto  
Tanto no ensino secundário como básico
Escolas com melhores e piores resultados estão em Paredes
O cenário repete-se. Também este ano os rankings elaborados mostram que o melhor e o pior do ensino da região está no concelho de Paredes. Seguindo a tendência nacional, no topo da lista encontram-se os privados, enquanto os piores classificados são os estabelecimentos de ensino público.

No caso do secundário, não há mudanças em relação à listagem de 2009. O Colégio Casa Mãe ocupa a primeira posição do ranking e a Escola Secundária Daniel Faria a última posição. Por coincidência, ambas se localizam em Baltar, Paredes.

Já no que toca aos resultados do 9.º ano, o primeira classificado da lista volta a ser o Casa Mãe, que alcança ainda dos melhores resultados em termos dos exames de Língua Portuguesa (8.ª posição). No último lugar, e sendo uma das piores do distrito do Porto, está a Escola Básica de Lordelo.

Colégio Casa Mãe é o melhor da região

Todos os anos são diversos os rankings levados a cabo por vários órgãos de comunicação social, tendo por base os dados divulgados pelo Ministério da Educação, sobre as médias obtidas pelas escolas nos exames nacionais. Diferentes critérios levam a diferentes hierarquizações.

Este ano entram no ranking 608 escolas com ensino secundário. Mas quando olhamos apenas os concelhos de Lousada, Paços de Ferreira, Paredes e Penafiel cingimo-nos apenas a nove. Dessas, somente duas estão na primeira metade da tabela e três têm nota positiva quando olhamos à média de classificação nos exames – Colégio Casa Mãe, Escola Secundária de Paredes e Escola Secundária de Paços de Ferreira.

O Colégio Casa Mãe, em Baltar, única instituição privada da região, encabeça, mais uma vez o ranking regional (12,98). Mas, caiu cinco posições em relação à listagem do ano passado, ocupando agora o 28.º lugar em termos nacionais. Mais de cem posições abaixo encontramos a segunda melhor classificada da região: a Escola Secundária de Paredes. Com uma classificação média de exames de 11,26, a escola manteve o lugar no ranking regional, mas desceu 37 posições em termos nacionais.

Segue-se, na terceira posição, a Escola Secundária de Paços de Ferreira, uma das três que subiu no ranking nacional (em relação a 2009), com média de exames de 10,41.

Seis escolas com média negativa

As outras seis escolas da lista têm média negativa (inferior a 10 valores). São a Escola Básica de Nevogilde, a Escola Secundária de Penafiel, a Escola Secundária de Lousada, a Escola Secundária de Vilela, a Escola Secundária Joaquim Araújo e a Escola Secundária Daniel Faria (Baltar). Entre estas, convém realçar o caso da Secundária de Vilela que passou de uma média de 10,51 de classificação nos exames para uma média negativa de 9,76. Isso fez com que a escola descesse quase cem posições no ranking nacional. Com a diferença de um valor de média CE, em relação à penúltima classificada, e a ocupar o 573.º lugar na lista nacional surge a escola de Baltar, que já era a que tinha pior classificação no ano passado.

Escolas privadas continuam a liderar tabela

Quando olhamos para o panorama nacional há dois dados que se mantém e que importa salientar: as escolas privadas voltam a estar no topo da tabela e a média de resultados é melhor no litoral do que no interior.

De facto, o ranking deste ano mostra que acentuou-se a diferença entre os resultados das escolas do litoral em relação às do interior, com médias mais altas no litoral. Já o predomínio das escolas privadas no topo das listas é mais uma vez claro. Neste ranking só existem duas escolas públicas nos primeiros 25 lugares.

Confrontada com estas informações, a ministra da Educação, Isabel Alçada, justificou a liderança das privadas pelo facto de a escola pública “ser aberta a todos” e não fazer “selecção de alunos”. “Mesmo as crianças com mais dificuldades recebem apoio", sublinhou.

Diferença entre a nota de exame e classificação interna chega aos quatro valores

Outro tópico a realçar é a existência de discrepância entre as classificações obtidas na avaliação contínua e a obtida nos exames nacionais. Se, em termos nacionais, há casos em que essa diferença pode chegar aos oito valores, a nível regional a maior diferença – quatro valores – é encontrada na última classificada da tabela, a Secundária Daniel Faria.

Se olharmos apenas à classificação interna, as médias de todas as escolas da região são positivas, com o Colégio Casa Mãe a ocupar a 10.ª posição (nacional) com 15,77 valores.

Convém realçar que os dados obtidos através desta média têm base em números distintos no que toca ao número de exames levados em conta. Enquanto o Colégio Casa Mãe levou a exame 52 alunos, a Escola Secundária de Penafiel levou 855.

Critérios do ranking

Este ranking tem por base os resultados da primeira fase de exames dos alunos internos do Ensino Secundário. Foi levada em conta a nota das oito disciplinas com maior número de exames: Português, Biologia e Geologia, Matemática A, Física e Química A, Geografia A, História A, Economia A, e Matemática Aplicada às Ciências Sociais. A classificação da escola é obtida a partir da média das notas de exame às oito disciplinas escolhidas, independentemente do número de alunos envolvidos.

Colégio Casa Mãe e Externato Senhora do Carmo nos primeiros lugar
Escolas privadas lideram ranking do 3.º ciclo

Quando olhamos para o ranking das escolas do ensino básico (9.º ano) as coisas não mudam muito. Os lugares cimeiros da lista são maioritariamente ocupados por estabelecimentos de ensino privados, a maioria de Lisboa e do Porto. Já no fundo da lista, entre as últimas 25 escolas, 21 são públicas.
Na região passa-se o mesmo. As duas privadas – Colégio Casa Mãe e Externato Senhora do Carmo – estão no topo da tabela.

Na elaboração deste ranking entraram as notas dos 168.427 exames de 9.º ano realizados. Na região há 39 escolas abrangidas por esta listagem.

Só 408 escolas com média acima dos três valores

A análise do ranking para o 3.º ciclo, baseado nas classificações obtidas pelos alunos internos do 9.º ano de escolaridade de Língua Portuguesa e Matemática, permite concluir que a maioria das 1303 escolas que entra na lista não atingiu os três valores. De facto, apenas 408 instituições de ensino obtiveram média positiva quando ponderada a média dos dois exames.

A média nacional dos exames é negativa, 2,88 valores. Realce-se que, à semelhança do que acontece no ensino secundário, há discrepância entre este valor e o relativo à média das notas atribuídas pela frequência e desempenho nas aulas. Aí a média é positiva: 3,21 valores.

33 escolas com média negativa nos exames

A região segue a tendência nacional. O Colégio Casa Mãe (Paredes) e o Externato Senhora do Carmo (Lousada), ambos privados, são as escolas melhor classificadas entre as 39 com este nível de ensino. Os alunos do estabelecimento de ensino paredense tiveram uma média de 3,92 valores nos exames realizados, enquanto nos lousadenses a média foi um pouco inferior (3,57). Saliente-se que nestas duas escolas, as notas conseguidas nos exames foram superiores às conseguidas durante a avaliação contínua atribuída com base na prestação durante o ano lectivo.

Mas nem tudo é positivo. Apenas nove das 39 escolas que integram o ranking regional ocupam os lugares até meio da tabela. As restantes 30 estão abaixo do lugar 650, com muitas delas a ocuparem lugares no ranking abaixo da posição n.º1000.

Numa outra análise podemos constatar que, olhando à média conseguida com os dois exames realizados, só seis escolas conseguem nota positiva – Colégio Casa Mãe, Externato Senhora do Carmo, Escola Secundária de Penafiel, Escola Básica de Penafiel n.º2, Escola Secundária de Paredes e Escola Secundária de Lousada. Nos lugares cimeiros, nenhuma das escolas é de Paços de Ferreira. A primeira escola deste concelho a aparecer no ranking é a Secundária de Paços de Ferreira em 9.º lugar.

Apesar de a maioria das escolas ter média negativa nos exames, quando se analisa a classificação relativa à frequência nas aulas o caso muda de figura. Só a Escola Básica de Lustosa (Lousada), a Escola Básica de Penafiel n.º3, a Escola Secundária Joaquim de Araújo (Penafiel) e a Escola Básica de Lordelo (Paredes) têm médias internas negativas.

O último lugar da tabela é mesmo ocupado pela Escola Básica de Lordelo que, a 34 lugares do fundo da lista, é das piores do distrito do Porto. Também mal classificadas estão a Secundária Joaquim de Araújo, a Escola Básica e Secundária do Pinheiro e a Escola Básica D. António Ferreira Gomes, todas em Penafiel.

Casa Mãe 8.º melhor nos exames de Língua Portuguesa

Já se olharmos para os resultados alcançados em cada um dos exames nacionais, o Colégio Casa Mãe volta a destacar-se em termos nacionais. O estabelecimento de ensino é o 8.º melhor classificado no que toca aos exames de Língua Portuguesa, com média de quatro valores, estando também bem classificado ao nível do exame de Matemática, no 34.º lugar. No Externato Senhora do Carmo a situação é inversa. Os melhores resultados são a Matemática (30.º lugar), enquanto a Língua Portuguesa as coisas não correram muito bem aos alunos da escola de Lousada que não foi além da 212.ª posição. Discrepâncias desse género são também encontradas nos exames das escolas Secundária de Lousada e Básica da Sobreira.

 

 
 
 
 
© 2014 Verdadeiro Olhar, Publicações Periódicas, Lda